Noticias

Publicado: 24 de janeiro de 2012 em Uncategorized

Jiquiriçá: Fila a procura de vaga em escola já é grande

A procura por uma vaga nas escolas públicas de todo país, mesmo com perspectiva da universalização da Educação Básica, que corresponde a Educação Infantil, Ensino Fundamenta e Médio, nem sempre são fáceis. Desde meio dia desta terça – feira dia 24 de janeiro, já é grande a fila nas Escolas Reunidas Castro Alves, em Jiquiriçá. Os pais vão dormir no pátio da referida unidade escolar a fim de conseguirem uma vaga na manhã desta quarta-feira para matricularem seus filhos. A concorrência é grande por uma vaga na 5ª série.Esse episódio já ocorreu no ano passado.

Santa Inês: Veículo Fiat Strada sai da pista na BR 420

Um motorista perdeu o controle do carro na madrugada deste domingo (22), quando seguia de Santa Inês para Jaguaquara na BR-420.
O veículo Fiat Strada de placa NYW – 3936 licença de Santo Antônio de Jesus, conduzido por um jovem de prenome Gilmar, saiu da pista desgovernado e parou num matagal as margens da BR.
O acidente foi registrado pela guarnição da Polícia Militar de Santa Inês, que além de fazer a segurança no Festival de Música, teve que atuar nos pequenos acidentes ocorridos na rodovia. O motorista não sofreu ferimentos.

Famosos se separam antes do Carnaval chegar

 

Chega o fim para Malvino Salvador e Sophie Charlotte, Patrícia Pilar e Ciro Gomes e Giba e Cristina Pirv

REDAÇÃO

Antes mesmo do Carnaval chegar, uma leva de separações de pessoas famosas foi anunciada nesta terça-feira (24). Os atores Malvino Salvador e Sophie Charlotte não estão mais juntos, após 2 anos de namoro. A atriz Patrícia Pillar e o político Ciro Gomes estão separados desde o final do ano passado. E o jogador de vôlei Giba está se divorciando da mulher, Cristina Pirv, após 9 anos de casamento.

Entre várias indas e vindas, Malvino Salvador e Sophie Charlotte decidiram não insistir mais na relação. Eles são irmãos na novela “Fina Estampa”, da Globo, onde devem conviver por alguns meses ainda.

Patrícia Pillar e Ciro Gomes estavam juntos desde 1999. Viveram juntos as campanhas políticas dele, a carreira de atriz dela e um câncer de mama que Patrícia descobriu em 2001.

Giba e Cristina Pirv estavam casados desde 2003 e têm dois filhos: Nicoll, de 7 anos, e Patrick, de 3 anos.

 

Malvino Salvador e Sophie Charlotte anunciaram separação

Japoneses remodelam carro de James Bond

 

O Toyota 2000GT, usado em ‘007 – Com 007 Só se vive duas vezes’ recebeu painéis solares e alta tecnologiaEngenheiros japoneses remodelaram um antigo carro clássico, um Toyota 2000GT, para participar recentemente de uma exposição de automóveis e instalaram no veículo painéis solares e dispositivos de alta tecnologia para torná-lo 100 por cento elétrico e movido a luz solar.

 

O Toyota2000GT durante cena de um dos filmes de Bond

Carros: Comparativos
Corsa x Fiesta x Fox x Palio x Sandero
Antes de fazer o primeiro esboço do Sandero, em 2002, os franceses da Renault vieram conhecer de perto os rivais deste comparativo: VW Fox, Fiat Palio e Ford Fiesta – coincidência ou não, os três melhores do teste da edição de abril. Convidamos também o Chevrolet Corsa, que agora ganhou motor 1.4. Com cinco anos para olhar e aprender, parece fácil o Sandero reunir as qualidades de todos e liquidar o comparativo. Mas não é tão simples. A faixa de mercado de 40 000 reais (incluindo nesse preço ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos) é um cobertor curto. Na dificuldade de cobrir a variedade de propostas de um carro desses, cada montadora faz apostas e escolhas. Veja como a Renault fez as dela. E faça as suas você também.
PALIO
{txtalt}
Palio é o mais lento e não é o mais econômico. É o que traz menos prazer ao dirigir, com sua suspensão mole e freios superassistidos, e não é o mais confortável. Seus itens de manutenção são os mais baratos, mas o seguro, segundo a cotação da corretora Nova Feabri, é o mais caro: 2 605,59 reais, contra 1 547,85 reais do Fiesta. A vida não foi fácil para o carro da Fiat, apesar de seus esforços em mimar o motorista. 

O Palio de cara nova traz computador de bordo desde a versão básica – só é acompanhado nisso pelo Sandero em sua versão de luxo, Privilège. Abertura interna do tanque de combustível, porta-óculos no teto, faróis de neblina, cinco apoios de cabeça e sistema de aviso de revisão, tudo de série, fazem o dono do carro da Fiat sentir-se num carro de nível superior. É possível ir ainda mais longe nessa sensação, graças à política da Fiat de entregar o que você quiser. Airbag duplo e ABS, por exemplo, vêm por 2 390 reais. Mas saiba que o ajuste de altura, de série nos rivais, aqui vem num pacote de 764 reais, junto com painel bicolor e bancos de veludo. No carro de teste, a tinta clara que pinta a metade de baixo do painel também espirrou para a parte de cima. E a pintura prata acetinada destaca falhas de corte do plástico.

A regulagem de altura opcional ameniza mas não resolve um problema: o Palio é mais acanhado que os rivais. Culpa do entreeixos de 2,37 metros, como o do Uno. Talvez não fosse problema se o Palio tivesse a altura do Fox, o segundo mais curto (2,47 metros de entreeixos). Mas os bancos do Fiat são cerca de 8 centímetros mais próximos do assoalho, o que obriga os passageiros a esticar mais as pernas. Para resolver isso, só fazendo outro carro.

A quarta geração do Palio, lançada em março, fez o carro piorar em vários detalhes. O marcador de combustível se escondeu num visor de barrinhas digitais – que, se fossem boas, estariam no Palio 1.8 R e no Punto. Os faróis deixaram de ser dupla parábola – ficaram inferiores aos que iluminam Corsa, Fiesta e Fox. Nessa faixa de mercado, na Fiat, é melhor pagar mais e levar o Punto.

 

CORSA

 

{txtalt}

 

No comparativo de abril, o Corsa foi o sexto colocado, entre oito – e ficaria em sétimo se houvesse o Sandero. A entrada neste teste e a boa colocação devem-se à chegada do motor 1.4, em julho. São 105 cv de potência máxima – um haras inteiro acima do Palio 1.4, de 81 cv, mais até que o Fox 1.6. O torque diminuiu e isso fez bem ao Corsa. Ficou um carro ágil, sem o nervosismo do 1.8 ou a apatia do 1.0. Não cansa na estrada e alia esportividade e conforto. Cinco anos após o lançamento, enfim temos o conjunto certo. Será tarde demais?

 

Em parte, é sim. Corsa e Palio, os mais antigos da turma, são os de menor altura – e os que pior acomodam os passageiros. Os bancos são baixinhos, o que traz algum desconforto no entra-e-sai. O sistema de ajuste de altura para o motorista é ruim (do tipo “destrave o banco, levante o corpo, ache a altura, trave o banco, relaxe o corpo”), mas o efeito pode ser interessante. Só o Corsa oferece a escolha entre dirigir no alto ou perto do chão, como um esportivo. Os outros variam do alto ao muito alto.

A troca de motor trouxe um retoque no estilo: molduras de roda pretas, faróis máscara negra, párachoque de Montana e lanternas fumê. Ficou charmoso, mas é uma cara mais antiga nas ruas. O time que depena os carros ano a ano já trabalhou no Corsa: a luz interna perdeu o acendimento gradual, o carro não liga mais o limpador traseiro ao engatarmos a ré com o limpador dianteiro ligado. Mas o Corsa continua trazendo café na cama. Os vidros elétricos são tipo um-toque e o controle remoto fecha janelas e tanque de combustível. Os faróis de dupla parábola iluminam melhor e o ar-condicionado gela muito bem – embora assopre fraco ao abrirmos a recirculação.

O seguro do Corsa está 614 reais mais barato que o do Palio, e isso poderia ser suficiente para liquidar a fatura. Não é, por culpa da rede Chevrolet. O preço das peças pesquisadas (veja tabela na pág. 88) é o mais alto e varia demais conforme a loja. Para o kit de embreagem, encontramos orçamentos de 862 a 964 reais. No Palio, o kit ficou entre 303 e 317 reais. Só na GM encontramos diferença tão grande.

 

FOX

{txtalt}

O Fox deixou o Fiesta para trás no último comparativo, mas agora leva o troco. O que mudou nesse tempo? Dinheiro. Equipados com nosso “pacote obrigatório” de ar, direção, vidros e travas, o pequeno Volks está 1970 reais mais caro que o rival. No valor do seguro, mais 422 reais de vantagem para a Ford. Na oficina… mesma coisa. A rede Volkswagen pede 782 reais pelo kit de embreagem e 368 reais pelos amortecedores dianteiros, contra os 477 e 224 reais cobrados pela Ford, respectivamente. A diferença de orçamentos entre diferentes lojas foi pequena, nas duas marcas. Você pode deixar o carro na revisão sem susto. Ou – dirá o dono de Palio, acostumado a pagar menos – sem muita alternativa. 

Parecidos em desempenho, Fox e Fiesta têm personalidades distintas. O pequeno Volkswagen é essencialmente urbano, embora tenha sido justamente o mais gastador nessa condição de trânsito. O destaque é a posição de dirigir, 8 centímetros mais alta que a do Corsa. Parece pouco, mas basta para enxergar longe no trânsito. E se, por descuido ou encantamento, você se esquecer de olhar para o carro que vai logo à frente, não é o fim do mundo. O Fox passa com louvor no teste de colisão do Cesvi, com o menor índice de reparabilidade do Brasil.

Não é só em colisões que o Fox é duro na queda. Para conter o balanço da carroceria, que tem centro de gravidade alto, a suspensão é desconfortavelmente firme. Nenhum dos cinco transfere os buracos com tanta clareza. O ambiente da cabine também se destaca pela falta de aconchego. O plásticos brilhantes dão a impressão de serem rígidos demais – e são mesmo. Para realçar a sensação de espaço interno (e baixar os custos de fabricação), painel e paredes de porta são afastados e retos. Há uma dezena de porta-objetos, mas são quase todos rasos demais e sem tampa. Conforto, para o Fox, é entrar na cabine sem fazer malabarismos (e, na saída, ver que os vidros fecham sozinhos no controle remoto da chave). É sentar no banco de trás e jamais esbarrar a cabeça no teto ou roçar o joelho nas costas do banco da frente.

FIESTA
{txtalt}
O Sandero é a novidade e quem chega por último sempre ganha, certo? Não. O Fiesta incomodou. Lançado em 2002, é um projeto mais moderno que Corsa e Palio. Tem quase tanto espaço interno quanto o Fox, sem recorrer abertamente ao estilo minivan. Por um lado, não oferece a visão panorâmica do rival da Volkswagen. Por outro, seu centro de gravidade mais baixo diminui as dificuldades da equipe que acerta direção, freios e suspensão – e nisso, atualmente, a Ford é referência. O Fiesta é o mais estável da turma, sem ser duro. O carro da Ford foi o mais rápido no teste de 0 a 100 km/h, mas nem dá para contar vantagem. À exceção do Palio, todos andaram juntos. O motor 1.6 da Ford foi o dono das melhores marcas de consumo, também por margem apertada. Nas provas de frenagem, sim, o Fiesta ganhou por larga margem: vindo a 120 km/h, conseguiu parar 10 metros mais cedo que o Palio. São justamente os modelos de melhor e pior acerto de suspensão. Dentro das limitações do segmento, o Fiesta é o carro para quem gosta de dirigir.

 

O modelo da Ford enfrentou sua primeira cirurgia plástica em fevereiro, e ganhou o painel mais caprichado da turma. Não é mera perfumaria: o Fiesta traz mais porta-trecos pela cabine que o Fox – e, diferentemente do que acontece no rival, todos são úteis. Entre os bancos cabe um garrafa térmica e na lateral deles, junto às portas, há um discreto nicho para a carteira. As pequenas soluções chegam ao maior dos portatrecos: o dono do Fiesta faz menos força para guardar as malas (porque a boca do porta-malas é mais próxima do chão) e também para tirar (porque o degrau entre a boca e o piso do bagageiro é o menor). O Corsa também é bom nisso, mas não tem pegador para a pessoa alcançar a porta levantada. Fox, Sandero e Palio têm uma no centro da tampa, e no Fiesta há o ideal: duas, esquerda e direita, que ficam na beirada.

O Fiesta não tem o fechamento automático de janelas de Fox e Corsa ou o computador de bordo de Palio e Sandero. Mas oferece faróis de dupla parábola e, o que é melhor, não traz grandes sustos nos valores de seguro e no preço das peças.

 

SANDERO

 

{txtalt}

 

Voltemos ao assunto da abertura do texto: o mercado de hatch pequeno é um cobertor curto, que cada montadora resolve de um jeito. Pois a Renault decidiu esticar o tecido até cobrir a cama inteira. Não há nada que os rivais façam e o Sandero não consiga fazer. E, num segmento em que é tão difícil abrir vantagem para os rivais (perceba isso na ficha de testes), o novato é claramente superior em dois pontos importantes.

 

Frente ao Corsa, o Sandero entrega 9 centímetros a mais de espaço para os ombros no banco de trás e 60 litros a mais no porta-malas. São dimensões de carro médio a preço de carro pequeno – embora, até o fechamento da edição, a Renault não tenha definido sua tabela. Mas diz que ficará pouco acima do Logan, para brigar diretamente com o Fox. O modelo cedido para o teste, a exemplo dos demais, não é nosso favorito. Este Sandero corresponde ao Logan Privilège, de 37 990 reais. Prefira a versão Expression 1.6 8V, que no Logan custa 32 790 reais.

Quanto à garantia do Sandero, também não há discussão. São três anos, sem limite de quilometragem – a Volkswagen dá três anos para motor e câmbio e 12 meses para o resto, mesmo prazo dado pelos demais para todo o carro. A Renault tem anunciado que a família Logan oferece baixo custo de manutenção. Os preços que pesquisamos estão dentro da realidade do mercado, acima do Palio, ao lado do Fiesta e abaixo de Fox e Corsa. Apenas no valor do seguro o novo modelo deve fugir à cartilha do custo-benefício: 2 331,41 reais, abaixo apenas do Palio. Na falta de preço para o Sandero, pedimos à Nova Feabri a cotação do Logan. Os dois irmãos conseguiram do Cesvi o mesmo índice de reparabilidade: 13. Perdem apenas para o Fox.

Mas dizíamos que a Renault decidiu esticar o tecido até cobrir toda a cama. O lado ruim é que, geralmente, o cobertor ficou mais fino. O ajuste de altura do assento é simples como o do Corsa. O sistema de vidro elétrico não tem função um-toque e, ao contrário dos rivais, não há lugar na cabine para um par de tweeters. A música vem de alto-falantes nas quatro portas, um tanto abafada. É a voz do custo-benefício.

 

ENTÃO FICA A SUA DISPOSIÇÃO EM ESCOLHER O SEU CARRO, ESSES MENCIONADOS AI ACIMA SÃO ÓTIMOS PARA FAMÍLIA, LAZER E SUA VIDA PESSOAL…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s